segunda-feira, 19 de setembro de 2016

2.ª entrevista, a caminho

Pois é, o processo continua a avançar dentro dos prazos previstos. Antes do fim do mês, teremos a segunda consulta - a primeira entrevista psicológica, com o casal. Depois dou notícias!

quinta-feira, 18 de agosto de 2016

E a 1.ª entrevista?

Acho que correu bem. Demorámos a manhã inteira.
Falámos da nossa história de vida, da nossa relação, da infertilidade, das nossas expectativas e medos quanto à adoção, de como chegámos até esta decisão...
Preenchemos uma grelha sobre as características da criança que estaríamos disponíveis para adotar (já a conhecíamos, de uma dissertação que li e já tínhamos refletido sobre ela em conjunto, por isso foi relativamente fácil).
Admitimos, honestamente, fragilidades e forças.

No final, dissemos quando voltamos de férias/congresso, para se poder passar ao ponto seguinte - a marcação da entrevista psicológica.

A adoção e a escola

Partilho convosco uma notícia recente sobre a preparação do professores do 1.º ciclo para lidar com a adoção.

(In.: http://www.tvi24.iol.pt/sociedade/16-08-2016/professores-primarios-pouco-preparados-para-necessidades-de-alunos-adotados)


Professores primários pouco preparados para necessidades de alunos adotados

Um estudo desenvolvido pela Universidade do Porto mostra que os professores primários têm falta de conhecimentos sobre a adoção e pouca preparação para ajustar a prática pedagógica nas respostas às necessidades das crianças adotadas

quarta-feira, 10 de agosto de 2016

Quase

Falta uma semana para a primeira entrevista. Estou ansiosa por começar o processo. Sei que vai ser um processo lento e demorado, mas para já vai havendo etapas e sinto que estamos a progredir à medida que nos aproximamos de cada uma delas.
De resto, estou quase a chegar às minhas tão esperadas férias e quase a enlouquecer com o calor. Espero em breve ter coisas para contar.

quinta-feira, 21 de julho de 2016

Primeiros passos

E está dado mais um passo: entrevista social agendada.
Eu sei que é o início dos inícios, mas é alguma coisa!